OSAKA & NARA - Cidades históricas do Japão!

                   Osaka, Osaca ou Ósaca (em japonês: 大阪府, transl. Ōsaka-fu) é uma província japonesa. Sua capital e maior cidade é a cidade de mesmo nome, a terceira mais populosa cidade do Japão e a maior fora da área de influencia da capital Tokyo. Com 8 833 700 habitantes em 2008 , figura como a terceira mais populosa província do Japão, e a segunda mais industrializada , concentrando cerca de 7% da população japonesa e 12,5% da economia do país em 2008 . Fonte: Wikipédia




A rede de transporte público em Osaka é bem desenvolvida e oferece aos visitantes a possibilidade de visitar lugares turísticos. O metrô circula por toda a cidade.  Osaka é famosa por seus centros de compras (bairros comerciais) como Dotonbori, Shinsaibashi e Tenjinbashi-suji e também por seus museus e teatros como o Museu de Cerâmica Oriental, Museu Kamigata Ukiyoe, Teatro Nacional Bunraku. Outras grandes atrações na cidade são o Osaka Universal Studios, World Spa, Aquário de Osaka, além dos torneios anuais de Sumo.












Osaka era, antigamente, uma cidade de administração imperial. Portanto, trata-se de uma localidade que possui muitos mausoléus de imperadores. O túmulo do imperador Nintoku, que foi o 16º imperador do Japão, situado na cidade de Sakai, é o maior túmulo do Japão.


No século XVI, Toyomi Hideyoshi era o homem mais poderoso no país e construiu o “castelo de Osaka” para sua morada na cidade. A construção, um dos símbolos da cidade, passou por várias reformas. Nos anos de 1995 a 1997, ele foi reformado novamente e, hoje, mostra sua bela arquitetura para todos os visitantes.





video
Para aqueles  que adoram a culinária japonesa, Osaka possui uma vasta variedade de opções gastronômicas, que vão desde comidas populares de barraquinhas como okonomiyaki, takoyaki e udon, até restaurantes glamourosos e caros. Osaka também é considerado o berço dos Kaiten Sushi (Rodízio de Sushi). 

Na Estação Central de Trens em Osaka pode-se encontrar inúmeros restaurantes com excelente qualidade e preço!


Nara - 1ª Capital Imperial do Japão   


Se Kyoto é a capital cultural do Japão, foi em Nara, 40 quilômetros ao sul, que tudo começou. Capital do país entre 710 e 784, foi nesta planície que floresceu uma cultura fortemente baseada em valores e costumes importados da China. A escrita, o budismo, a arquitetura e o urbanismo implementados em torno do palácio imperial Heijo tiveram como base a cidade Tang de Chang'an, a atual Xi'an. O padrão em grade de Heijo-kyo foi sendo preenchido com templos e santuários, hoje coletivamente designados como patrimônios da humanidade. O destaque principal é o gigantesco templo budista Todaiji, o maior edifício de madeira do mundo, que abriga o elegante Daibutsu, o Grande Buda de bronze. Em volta do Parque Nara você encontrará outros grandes tesouros, como o pagode de Yakushiji e outro belo templo, o Horyuji.

Em volta destas grandes obras da engenharia há muitos habitantes que fazem a fama do local: os veados sagrados de Nara. Vivendo soltos pelos jardins, são ousados ao extremo. Se não oferecer um biscoito para eles e não estiver prestando atenção, levará uma bela galhada deles

Em 2010, as festividades celebraram o aniversário dessa cidade ancestral. O “Velho Japão” ainda é fácil de se ver aqui, do Templo do Grande Buda às tradicionais ryokans e o sereno jardim de Isuien. Os viajantes deliram com as excursões a pé em Nara, particularmente na área comercial da Naramachi .
















 Todai-ji Temple Todai-ji - A estrutura principal, o Grande Budha Hall, é a maior construção  de madeira do mundo, com o maior Buda no seu interior! Este complexo de templo é um Patrimônio da Humanidade e uma atração popular para os visitantes.






De Osaka a Nara:
  • Aproximadamente  45 minutos
  •  JR Osaka Loop Line (Out-Loop)  Estação de Osaka Jo Koen  para estação Tsuruhashi (6 minutos), mude para a Linha Kintetsu  na Estação Tsuruhashi, para o Rapid Express.

Oasis of the Seas - Fort Lauderdale to San Maarten

Oasis of the Seas é um dos maiores navios do mundo com capacidade para 5.200 passageiros. Sua viagem inaugural foi em 30 de novembro de 2009! Dentro do seu design inovador há sete ambientes distintos criados para a viver a diversão ao máximo. O divertimento começa em um carrossel tradicional na Boardwalk, um dos shows fica por conta dos acrobatas mergulharem no AquaTheater, o primeiro anfiteatro em alto-mar. A grande sensação fica no  Youth Zone, o maior espaço para crianças em alto-mar ou então na Piscina e área de esportes, onde estão os simuladores de surfe FlowRider e a tirolesa. Um dos pontos mais bacanas é o  Central Park, um jardim tranquilo, repleto de lojas e restaurantes requintados. A noite a diversão está na Broadway... ou viva momentos inesquecíveis com os personagens da DreamWorks Experience.

Destaques do navio:

  • Boardwalk
  • Central Park
  • Royal Promenade
  • Loft Staterooms





Nosso roteiro escolhido foi de Fort Lauderdale a San Maarten! O navio é fabuloso e grande em todos os sentidos... muitos restaurantes, muitas lojas, muitas atrações e muito divertimento! Enjoy with us...




  



ROTEIRO
     
Fort Lauderdale - Florida/EUA
Nassau-Paradise Island - Nassau-Paradise Sland/Bahamas
AT SEA
Charlotte Amalie - /Saint Thomas
Philipsburg - Philipsburg/St. Maarten
AT SEA
AT SEA
Fort Lauderdale - Florida/EUA


Saint Thomas




 Saint Thomas(São Tomás) é ilha no Mar caribenho, município e distrito componente das Ilhas Virgens Americanas, território não incorporado dos Estados Unidos. É na ilha que está sediada a capital territorial e o porto de Charlotte Amalie. De acordo com dados do censo de 2001, a população era de aproximadamente 51.181 habitantes, 47% do total de todo o território. O distrito tem área de 80,9 km2.
As Ilhas Virgens Americanas são procuradas como destino turístico no Caribe. O qualificativo "Americanas" justifica-se por também existirem as Ilhas Virgens Britânicas, igualmente na região caribenhaFonte: Wikipédia



















St. Maarten

Quando os espanhóis abandonaram seu forte colonial em St. Maarten, em 1648, alguns soldados holandeses e franceses esconderam-se na ilha e decidiram tomar o forte. Logo depois, a Holanda e a França assinaram um acordo formal para dividir St. Maarten em duas partes, como ela é atualmente. Philipsburg exibe a herança holandesa em sua arquitetura e jardins. A ilha oferece longas praias, belas paisagens e excelentes compras.

Philipsburg é a capital da St. Maarten holandesa  e o lado francês (Saint Martin). Turistas em busca de pechinchas visitam em massa lojas sem impostos do grande distrito comercial de Philipsburg. Há inúmeras galerias de arte, fortes históricos, cassinos e zoológico da cidade, além da praia Great Bay Beach e seu calçadão. 







O Aeroporto Internacional Princesa Juliana localiza-se na ilha tropical de  St. Maarten e é o segundo aeroporto com maior movimento no Caribe. Foi batizado graças à então princesa herdeira Juliana dos Países Baixos. É considerada uma das aproximações mais difíceis de todo o mundo, onde os aviões passam por cima da Praia Maho a 10 metros dos banhistas para o procedimento de pouso. No momento das decolagens feitas pela cabeceira 10, os banhistas são "lançados" para o mar com muita força, especialmente pelos aviões de grande porte (Boeing 747 e Airbus A340). Contudo, mesmo com o tráfego diário destes aviões, apenas há registro de 2 acidentes, nos anos de 1970 e 1972. O aeroporto recebe diariamente aviões 'jumbo' como os B747 da KLM vindos de Amsterdã ou os A340 da Air France, de Paris. Este Aeroporto está na 4° posição dos Aeroportos mais perigosos do mundo. Fonte: Wikipédia